terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Que Papai Noel sou eu?

Sentado na frente do computador, colegas de redação falavam sobre as possíveis confraternizações que fariam, participariam ou como iriam fazer para passar a ceia natalina com familiares e amigos.

De repente um colega com um tom gaiato me pergunta quanto eu cobraria para me vestir de Papai Noel para fazer graça aos filhos e sobrinhos de sua casa, já que eu estou no formato mais próximo do bom velhinho. Prontamente dei o meu valor. Ele se assustou e para não sair por baixo, disse que eu deveria trabalhar numa loja dessas ou panfletar na rua.

Novamente respondi tão logo ele se calasse - Eu já fiz isso e não tenho vergonha, foi uma das melhores experiências que já vivi. Ele pergunta mais uma vez se eu quero ficar me exibindo ou desejo fazer vocês leitores e leitoras chorarem. Jamais me passou isso pela cabeça, apenas possuo a oportunidade de expor parte de minha história e motivar quem lê este artigo, se sinta motivado a seguir em frente.

Depois do sapato furado, esse é mais um momento força na peruca. Antes do carnaval, vivi esse episódio de ser Papai Noel em algumas lojas de Rio Branco, afinal, tinha que garantir a magia do Natal. Quem agüenta vê sua mãe chorar escondida porque não tinha condições de comprar algo melhor pra ceia, comprar nem que fosse uma caixa de bombons para não deixar passar em branco a data. Meu pai correndo de um lado para outro, tentando resolver o aluguel de um carro pro Saerb, para poder ajudar em casa.

Lembrei deste fato, graças ao amigo que conheci essa semana na Ki-Gelo - Pessoas que sofrem, que não se entregam à desmotivação e têm força de vontade em vencer na vida, só cresce na vida e alcança o sucesso - Isso é uma grande verdade.
Caro amigo ou amiga leitora, nem sempre conseguimos alcançar nossos sonhos, as coisas demoram, mas tudo tem seu tempo, o tempo de Deus. Aprenda a respeitar essas pessoas que se expõem a agressões e às vezes a situações ridículas, mas que não conhecemos a história de cada um.

Obrigado Deus por me motivar e auxiliar a vencer todos os obstáculos. Obrigado ao senhor Manoel Coelho, Maria Nogueira, Rosangela Coelho meus maiores ídolos e professores, meus queridos pais.  Obrigado Andreia Carvalho, Tiago Martinello, Bruna Lopes, Sabrina Soares, a toda a turma de A GAZETA e Tv Acre pela força que me dão em seguir em frente.

Agradeço em especial, a você que acompanha estes artigos desse jornalista de aparência mal diagramado por todo o carinho e confiança que me colocaram em 2011. Dia 21, às 19h tem a Serenata Natalina no bairro da Base e estarei lá, tenha um Feliz Natal! Ho ho ho!!!
Victor Augusto (Bombomzão) é jornalista

Email: Victor.ojornalista@gmail.com" Twitter: @bombomzao

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Essas mulheres

Essa historinha de que não sabemos o que querem as mulheres não é bem do jeito que alardeiam. Pera lá. Não sabemos tudo, óbvio, não deciframos todos os mistérios, mas conhecemos muitos modos de agradá-las e cumprir parte da demanda que fica cada vez mais exigente.

Elas merecem e este, afinal, é o grande desafio na terra de um homem de boa vontade, com trabalhos mais difíceis que os do poderoso Hercules. Só por esta causa já valeria a pena a existência. O que querem as mulheres? Entendemos a complexidade da clássica pergunta, agora renovada na TV, nas revistas e nos cinemas com essa bendita saga de vampirinhos e lobisomens sentimentais.

As mulheres querem que desenvolvamos a habilidade de adivinhar os seus desejos e vontades. E vontades esporádicas, que devemos nos antecipar com as realizações. Bem aventurados os que descobrem que elas estão a fim de uma ida ao restaurante japonês, bem aventurados os que sabem que elas não agüentam mais aquela velha lanchonete ou pizzaria e levemo-la  a um restaurante decente, dentro das posses, claro.

Beatificados os que sabem que elas gostam de novidades e detestam quando os garçons nos dizem “o de sempre, amigo?” Essa confortável rotina é coisa de macho.

As mulheres querem que tenhamos olhos só para elas. No que, aliás, foram contempladas biblicamente pelo décimo mandamento das tábuas da lei entregues por Deus a Moisés: não cobiçarás a mulher do próximo.

As mulheres querem que alternemos momentos de homens emos e momentos de selvagens seringueiros. Pena que costumamos inverter as coisas. Na obediência e do agrado, somos seringueiros quando nos queriam sensíveis e vice-versa. Odisséia de uma comédia de erros. Onde queres romance, cavalheirismo,  rock’n’roll…

As mulheres querem que reparemos no novo corte de cabelo, mesmo que a alteração tenha sido mínima, tipo só uma aparada nas pontas. O radar capilar tem de acender a luzinha, sem falha, na hora, se liga! Se for luzes, entonces, cruzes!!!

As mulheres querem… massagem. Muita massagem. Primeiro nas costas, depois nos pés e sempre no ego.

As mulheres querem… flores e presentes. Não caia no conto de que mulher gosta é de dinheiro. Se assim o fosse, os lascados de tudo quanto é jeito, não teriam nenhuma. É só reparar nos bebodromos que lá está à mulher na companhia do à-toa. Ela e o cachorrinho magro, só o couro, o osso e a fidelidade. O que vale é a devoção.

Mesmo que você seja mais liso que os camelos ilegais, pobre de marre-marré, pode muito bem presentear com uma peça Gold Skill by Sylvane Gade-lha que parcela em milhares de vezes.

A lista de sugestões é enorme. Agora vá a luta homem.

domingo, 11 de dezembro de 2011

Metade de uma lembrança

“Faça uma lista de grandes amigos/Quem você mais via há dez anos atrás/Quantos você ainda vê todo dia/Quantos você já não encontra mais...”

Neste final de semana fui tomado por uma onda nostálgica e compartilhada com minha amiga BL. Falávamos da sensação que tínhamos de quando éramos mais novos e tínhamos uma penca de gente se preparando para as festas de final de ano e hoje somos tão poucos.

Sensação feita de encanto, como uma canção de amor cafona, piegas e ultrapassada. Bem estilo Oswaldo Montenegro e sua música metade. Uma melodia que não pede nada, é com-preensiva em seu limite, sabe como impressionar as pessoas. O ruim é se fosse algo avassalador como os primeiros e antigos relacionamentos que todo mundo chora e berra ao terminar ou não ser correspondido.

“Faça uma lista dos sonhos que tinha/Quantos você desistiu de sonhar!/Quantos amores jurados pra sempre/Quantos você conseguiu preservar...”

Não podemos perder a esperança e ser positivista dentro sem limite. Tornar isso popular. Ela é aquela que se encarrega de sempre levar o carinho e a preocupação por onde passa. Tudo na vida muda e devemos levar o que vale a pena, o resto devemos descartar. Saber que existe a hora do adeus porque é assim que as coisas acontecem... por muito tempo somos movidos por aquele ou esse sentimento, mas não podemos desanimar e deixar de viver uma nova emoção, devemos dá algo em troca, algo precioso que pode ser deixado na esquina para o próximo passante, para que as coisas conti-nuem existindo em outros lugares, vivendo a metamorfose do tempo.

“Quantas mentiras você condenava?/Quantas você teve que cometer?/Quantos defeitos sanados com o tempo/Eram o melhor que havia em você?”

Detesto sentir raiva desses momentos que também são saudáveis. Quando vamos mais a fundo, recordo me de um poema “A felicidade vem de muitas formas. Na companhia de bons amigos, no que se sente quando realiza o sonho de alguém, ou na promessa de esperança renovada. Está tudo bem em deixar-se ser feliz. Porque você nunca saberá quão rápida essa felicidade irá durar”. A emoção é extremamente cativante, mas deve se saber levar sua “natureza” quando queremos ajudar. Lembro me de um dia que me senti extremamente ridicularizado, e como minha amiga BL, quis me consolar com uma desilusão amorosa que tive e a outra foi quando ela me forçou a desabafar com ela o que me afligia de inúmeros problemas, decepções, tristezas e outras coisas mais que me fizeram chorar. Sim chorar e que vergonha eu senti nesse dia. Afinal homens não choram(besteira).

“Quantas canções que você não cantava/Hoje assobia pra sobreviver?/
Quantas pessoas que você amava/Hoje acredita que amam você?”

E assim segue a vida!

terça-feira, 29 de novembro de 2011

Bondiana espionagem

Estou frescando na casa de uma paquerinha, quando o telefone toca, é a amiga A.G., me pedindo ajuda de uma maneira terrorista, que descubra se o namorado teve realmente um compromisso que dizia ter, mais uma vez, tive que vestir meu melhor terno e fazer uma rápida espionagem via telefone. De imediato aviso: quem procura, acha, como já afirma o ditado popular.

 
Ela aproveitou que o condenado disse ir para uma reunião para descobrir se era verídica a história dele. Logo pensei o porquê as pessoas me procuram para esse tipo de serviço, não seria mais fácil olhar a maldita caixa de entrada do celular ou as últimas chamadas no momento em que o infeliz toma banho.
Imaginando-se encurralada, minha nobre e donzela amiga avisa que ficará com outro rapaz no Baile do Hawai. Minha jovem Lola, fuja desses pensamentos irresponsáveis, pois trocar de homem por causa de chifre, é a mesma coisa que trocar de problema. Com licença da palavra, fique com esta merda mesmo. Não caia na onda de que são só uns beijos, se não quiser dá uma chance ao cerqueiro em fuga, acerte logo um pé na bunda desse fulano. Pensando que havia me livrado do juízo final desse relacionamento duvidoso, a mulher me pede uma fotinha, enviada anonimamente por e-mail. Uma imagem vale por mil cartas anônimas de antigamente.

A amiga A.G, já sabia com quem lidava, idiota do cara que acha uma tarefa fácil engambelar uma mulher, mas ela sabe enganar quando esta para te dá um cartão vermelho. Tá certo que o cara não é um legítimo canalha, apenas não passa de um amador na arte de amar uma única mulher.
Já disse Francisco que é preciso, é necessário, e deveria constar da Declaração dos Direitos Universais do Homem, que se diga pelo menos uma coisinha, um agrado, um mimo. Não estamos falando em casamentos ou outros laços duradouros, amiga, é questão de educação e delicadeza, simplesmente um carinho depois de tanta intimidade. Se não existe mais amor por esta mulher, deixe-a livre para quem a mereça.
Gente que gasta a maior lábia para os negócios e os projetos culturais, é incapaz de variar em duas linhas para uma mulher que presta! Por isso amo vocês e estou a disposição (RSRS).

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Advogados - Homem bom e sensível!

A Madame abriu a porta do puteiro e se deparou um homem alto de pele morena.

- No que posso ajudá-lo? - perguntou a Madame.

- Gostaria de ver a Natalie - disse o homem.

- Senhor, Natalie é uma de nossas meninas mais caras... O senhor não quer ver outra de nossas garotas?

- Não, eu quero a Natalie - disse ele.

Minutos depois, apareceu Natalie para explicar ao homem que ela iria cobrar R$1.000,00 pela visita.

Sem pestanejar, o homem mete a mão no bolso e tira um maço de dez notas de R$100,00 e entrega à moça.

Então, os dois subiram para um dos quartos e depois de uma hora o senhor saiu muito tranquilo e feliz.

Na noite seguinte, o mesmo senhor apareceu de novo querendo ver Natalie. Natalie então disse que era muito raro para qualquer visita duas noites seguidas e que nem iria pensar em desconto.

Novamente o homem enfiou a mão no bolso e tirou outras dez notas de R$100,00 e, na companhia de Natalie, subiu para um dos quartos e depois de uma hora ele se foi. Quando apareceu pela terceira noite seguida, ninguém podia acreditar. Novamente entregou R$1.000,00 a Natalie e foram os dois para um dos quartos, para mais uma hora.

Quando terminaram, não se contendo de curiosidade, Natalie perguntou para o homem: - Ninguém nunca requisitou meus serviços por três noites seguidas. De onde você é?

- De Sorocaba - respondeu o homem.

- É sério? - disse ela - Minha família é de lá.

- Eu sei - disse o homem - Seu pai faleceu e sou o advogado de suas irmãs. Elas me pediram que lhe entregasse sua parte da herança, R$3.000,00...



Moral: Há tres coisas no Mundo que não têm pena da gente:

a morte, a Receita Federal e um advogado...

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Teoria barata

Mesmo não concordando é engraçado.
Homem não trai

Isso mesmo que vc leu: Homem não trai.
Sinto que este singelo post, que faz parte de uma das minhas 150 teorias sobre a vida e o mundo, trará uma quantidade absurda de xingamentos contra a minha pessoa.
Mas a verdade é essa mesmo, só a mulher trai, o homem não. E antes de vc correr até o comentário me xingar, leia minha teoria.
O fato é que o homem é um bicho altamente ligado na parte física da coisa. Tem umas mulheres que, evidente, dão apenas pelo puro prazer de dar, mas é uma quantidade minúscula o que portanto não fere minha teoria.
E pra explicar minha teoria, nada melhor que dar exemplos.
Imagine você, querido leitor, imagine você casado. Um belo dia, vc chega no seu patético emprego e vê uma nova estagiária, loira, peituda, gostosa, com um bocão, usando decote e mini saia. Obviamente você, no seu papel de homem, fica com um nível alto de paudurescência e patético como sempre, começa a dar em cima da moça.
Milagre, ela decide dar pra vc.
O problema do homem é que o homem é controlado pelo tesão. O cara em busca de uma gozada só faz cagada. Afim de rangar a estagiária loirinha, você promete mundos e fundos. Você é linda, você é uma delícia, você me faz sentir coisas que minha esposa nunca me fez sentir, só você eu amei, só você me faz sentir este tesão. Isso são coisas que a gente fala com o simples intuito de conseguir uma gozada pois é obviamente tudo mentira.
Muito bem, o problema todo da coisa está justamente na gozada. Você lá com a estagiária, come a maldita de todas as posições existentes no Kama Sutra… e GOZA.

Ah queridão, este é o problema. O problema da coisa é gozar. Depois que o homem goza, ele fica procurando o botão EJECT na cama, pra catapultar a mulher a 250 metros de distância. Sério, tudo que você falou pra ela era pura mentira pra levar ela pra cama, depois de gozar ela vira e quer carinho? Ela realmente achou que ela era algo mais que sua esposa? Você até tá olhando pra ela e pensando “putz, ela nem era tãaaao gostosa assim”.
Poizé, é triste, mas isso é o homem.
O cara vai voltar embora pra casa arrependido. “COMO DIABOS PUDE FAZER ISSO COM MINHA MULHER?”. Fato evidente que ele vai parar, comprar um buque de rosas, chegar em casa todo diferente, levar a mulher jantar no restaurante mais caro do mundo e comer ela como nunca comeu. Isso é verdade, moças que estiverem lendo isso, cuidado quando seus namorados chegarem com flores assim do nada. E é óbvio o porque disso acontecer, o cara se arrependeu realmente porque ama a mulher, ele simplesmente ficou doido pela loira e queria dar uma gozada. Não foi SEXO, foi uma punheta assistida.
Tudo bem que na semana seguinte estaremos novamente hipnotizados por um par de peitos e chegando NOVAMENTE em casa com um buque de flores… mas…
Agora a mulher…
Você mulher, você é casada com o seu maridão ai. O seu maridão é gente boa, mas um dia você chega no trabalho e um cara novo está por lá. Obviamente, no papel de homem que ele está fazendo, imediatamente quer te comer. Ele chega em você, mas você é fiel, diz que tem marido e esquece.
Claro, o cara não desiste, e continua te xavecando quando tromba no café com você, ou te mandando email, ou falando porcaria com vc no MSN. Você continua firme… mas um dia vai pensando na vida pra casa… o cara é romântico, fala coisas que seu marido num fala com tanta frequência, coincidentemente, ele fala exatamente a mesma frase do meu exemplo acima, dos homens: Você é linda, você é uma delícia, você me faz sentir coisas que minha esposa nunca me fez sentir, só você eu amei, só você me faz sentir este tesão. (apenas coincidência, claro, pfff)

Algum tempo depois, você se pega pensando no maluco, em casa.
Um tempo depois, se pega pensando no cara ao meter com o maridão.
Até que depois de resistir a tentação por meses e meses, você decide se entregar. Então você vai no motel com o cidadão que te prometeu tudo, você tá tão apaixonada que até libera o lado B pro cara, coisa que você não faz com o seu maridão!
O PROBLEMA É!
Aha!!!
O problema todo é a hora que goza. A mulher na hora que goza vai e faz o que? Abraça o cara! Mexe no cabelo dele e diz: “você é a melhor coisa que me aconteceu na vida”
Sentiram a diferença? Viu como existe diferença, como existe envolvimento amoroso-emocional na coisa toda? A mulher, quando voltar pra casa, volta arrependida? Claro que não, vai voltar toda chateada pensando no rapaz que acabou de lhe proporcionar um orgasmo, vai começar a ficar fria com o marido, vai entrar em depressão, vai achar que tudo está errado, vai fazer sexo por obrigação fingindo que gozou mas pensando no outro cara.
No final, a mulher vai trocar o marido. E pior, vai trocar por dois motivos: ou o cara é mais rico ou é mais pintudo.
Entenderam qual a total diferença? Quem realmente traiu o puro e belo sentimento do amor? Quem ferrou com tudo?
O homem queria uma punheta assistida, queria uma gozada e nada mais. A mulher quer algo mais do que isso, quer amor, carinho.
E antes que vocês mulheres venham falar que vocês fazem isso porque falta algo, é pura mentira. O cara pode ser tipo eu, gostoso, lindo, rico, metedor, carinhoso, romântico, mas se um dia vocês se arrumam pra ficar toda bonitona e eu acordo de mal humor porque tive uma caganeira e não te encho de elogios, fudeu. O cara pode ser PERFEITO, mas se a mulher bota na cabeça que algo está faltando (nem ela sabe o que), fudeu. O primeiro pedreiro que chegar e falar algo bonito pra uma mulher em dúvida, fudeu.
Eis minha teoria, concordem vocês ou não, estou correto. É baseado na mais pura ciência, fruto da observação e experiência própria.

Morram. Grato.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Sapato furado

Dias desses fui questionado por ter dois empregos e não ajudar meu cunhado folgado que não consegue se segurar em um emprego. Sendo que o mesmo sabe muito é fazer besteira e prefere a vida boa.

Durante o momento “fala que eu te ouvo” que tive com minha amiga AC, recordei da vez que participei da disputa pelo titulo de Rei Momo no ano de 2008, devido o caso de precisão ou necessidade. Naquela época meus pais estavam desempregados e não deixavam faltar o pão de cada dia, devido à venda de salgados que minha mãe fazia em uma lanchonete que ela construiu na Cadeia Velha, juntamente com meu pai.

Naquela mesma época o dinheiro que ganhava no estágio ajudava a segurar a feira do mês, mas já começava a me preocupar, pois o contrato de estágio com a prefeitura estava para acabar. Quando terminou meu contrato, fiquei andando a procura de emprego ou outro estágio para ajudar em casa e a pagar a faculdade.

Foi uma semana difícil, já que durante minha busca dei uma topada que o sapato abriu. Levei para arrumar e o sapateiro disse que era caso de se jogar fora. Não larguei do sapato, costurei, colei, remendei como pude e como não consegui nada, por um acaso encontrei um jornal que falava da inscrição à disputa do Rei Momo e de suas premiações.

Pensei um pouco sobre o caso e no mesmo dia me inscrevi na disputa sem comunicar a ninguém. Passou o tempo e as pessoas só descobriram que eu iria participar, quando me viram na TV, ao lado das candidatas à rainha do carnaval e a rainha gay. Sei que dos oito que tinham se inscrito, apenas eu e mais dois fomos até o final. Tive torcida organizada, todo o curso foi liberado cedo para me dar força e acabei ficando em terceiro. Ganhei seiscentos reais, de onde comprei meu sapato novo e ajudei a passar dois meses de feira garantida.

Na semana seguinte, essa loucura me rendeu destaque entre os colegas de profissão e fui convidado a trabalhar na TV Acre. Por longo tempo fui alugado pelos conhecidos por este meu ato, mas eu só tinha duas opções ou eu concorria dando um tiro no escuro, podendo não ganhar nada ou me entregava ao desânimo.

Moral da história de vida: não espere as coisas caírem do céu, se você não faz nada, às vezes a loucura é o melhor caminho para o sucesso. Só tenho a agradecer aos meus pais por não me deixarem desanimar e aos amigos por não me deixarem perder a esperança a ponto de deixar a peteca cair. Vá à luta!

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

GAMBIARRA

Motorista usa garrafa de água sanitária como tampa para tanque de combustível de seu caminhão tipo Baú, oferecendo risco à sua própria vida e a de terceiros.

MULHER OBEDIENTE...

Era uma vez um homem que tinha passado toda a sua vida trabalhando e juntando todos os centavos que ganhava. Era realmente muito mão-de-vaca. Antes de morrer, disse à mulher:

- Ouça bem! Quando eu morrer, quero que pegues todo o meu dinheiro e o coloques no caixão junto comigo. Eu quero levar todo o meu dinheiro para a minha próxima encarnação. (Grifo meu: Coitadooooo)

Dito isto, obrigou a mulher a prometer que, quando ele morresse, ela colocaria todo o seu dinheiro dentro do caixão junto dele.

Um dia o homem morre.

Foi colocado dentro do caixão, enquanto a mulher se mantinha sentada a seu lado, toda de preto, acompanhada pelos amigos mais chegados.

Quando terminou a cerimônia e antes de o padre se preparar para fechar o caixão, a mulher disse:
- Só um minuto!

Sua esposa tinha uma caixa de sapatos com ela. Aproximou-se e colocou-a dentro do caixão, junto ao corpo. Um amigo lhe disse:

- Espero que não tenhas sido doida o suficiente para meteres todo aquele dinheiro dentro do caixão!

Ela respondeu:

- Claro que sim! Eu lhe prometi que colocaria aquele dinheiro junto dele e foi exatamente o que fiz.

- Estás me dizendo que puseste todos os centavos que ele tinha dentro do caixão com ele?

- Claro que sim! - Respondeu a mulher. - Juntei todo o seu dinheiro, depositei-o na minha conta e passei-lhe um cheque. E ele vai descontar lá no inferno!....

Às mulheres inteligentes, uma ótima semana ! ! ! ! !

E PRA GARANTIR, NÃO ESQUEÇAM DE COLOCAR O CHEQUE DEVIDAMENTE NOMINAL E CRUZADO...

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Para você

Existem pessoas que acertam o nosso coração como uma flecha. Surgem tão de repente... Nos surpreendem com suas atitudes.. E o caminho está aberto. Essas parecem que já conhecemos há algum tempo e gostaríamos de estar sempre perto. Outras são como a brisa sua-ve de uma noite perfeita. Entram em nossas vidas de mansinho.. Sorrateiramente. Ocupam um espaço dentro do peito.. um lugar especial.. Como amores vividos e nunca esquecidos.. Amigos anjos, bênçãos demais!!! Trazendo cor e alegria onde tudo parece cinza. Amizades que não deveriam desaparecer jamais da nossa vista.. Pessoas que deixam marcas profundas. Nomes que estão escritos em nossos corações.

Pessoas especiais que vamos guardar para o resto de nossas vidas.

Assim é você....a quem escrevi S2 no caderno, acompanhado de Amoo muitoo! Moça linda saiba que te tenho muito amor e carinho, mas não com esse amor carnal, o meu é maior do que esse. A AMIZADE é o sentimento que te tenho muito, te conhecer foi um presente e tanto, amiga linda, perfeitosa, brincalhona e maravilhosa. Te amo muito e não esqueça disso, mesmo que o tempo ou a vida nos afaste pela distância, sempre te carregarei comigo.

Já disse Machado de Assis: “As Melhores Mulheres pertencem aos homens mais atrevidos. Mulheres são como maçãs em árvores. As melhores estão no topo. Os homens não querem alcançar essas boas, porque eles têm medo de cair e se machucar.

Preferem pegar as maçãs podres que ficam no chão, que não são boas como as do topo, mas são fáceis de se conseguir. Assim, as maçãs no topo pensam que algo está errado com elas, quando na verdade, ELES estão errados... Elas têm que esperar um pouco mais para o homem certo chegar... aquele que é valente o bastante para escalar até o topo da árvore”. Parte superior do formulário.

O tempo vai passar. Muita coisa vai mudar. Nós cresceremos. Enfim. Por muito tempo juntos. A melhor parte, confesso. No futuro tudo poderá estar diferente, bem diferente...

Ainda juntos, não como antes, mas juntos continuaremos sempre. Pro que vier acontecer. Aconteça o que for. Eu estarei, assim como você também estará disponível a me ajudar.

Um muito obrigado por TUDO pelo que passou e pelo que passará, amizade maior não há! Cultive as amizades, nunca se sabem quando podemos perde-lá.

sábado, 29 de outubro de 2011

A culpa é do prefeito


Quando uma rua está esburacada, devido um caminhão que não deveria trafegar por ali ou um morador vai reformar sua casa e acaba danificando a rua, de quem é a culpa? Do prefeito. Quando umas casas recebem água e desperdiçam, deixando seus vizinhos sem água, de quem é a culpa? Do prefeito que não administra direito. Tudo que dê errado em Rio Branco, a culpa sempre será do prefeito, as pessoas estão aqui para serem servidas, se votaram nele, ele deve resolver os problema.

Prefeito porque o senhor durante a greve dos correios, não pegou uma bicicleta e foi entregar as correspondências? Por que o meu lixo da cozinha que está derramando a três dias não foi pego por um lixeiro? Ele é pago para isso. E para que me preocupar com o desperdício de água se temos um rio bem ai? Só falta água porque o prefeito não sabe distribuir.

Deveria ser algo desse tipo, já que elegemos o prefeito Raimundo Angelim. Deveria? Claro que não. Tenho um vizinho que poderia evitar o dia inteiro de desperdício de água, só comprando uma bóia para sua caixa, assim como a maioria das pessoas do Calafate, que até um dia desses, um espertalhão fechou a rede, deixando quase 15 bairros sem abastecimento.

O artigo de hoje vai parecer um pouco puxa saco, mas quando algo deve ser de destaque, devo reconhecer. Quando tive a oportunidade de ser escreviário da prefeitura, vi o desprezo das pessoas com os serviços públicos. Exemplo disso é a praça da Revolução. Quando reformada, teve segurança para evitar vandalismo. Criticado, o prefeito retirou e o que aconteceu com o espaço? Estudantes usam aquele espaço para demarcar como seu território, seja com corretivo ou com pinceis, deixando passei por aqui e três patinha. Fofo não?!

Andando pela cidade, vi tentativas de colocarem cartazes de eventos na bibliotecas publicas, o que não é concretizado, devido os funcionários darem unas Carreras nessas pessoas, mas nossa paradas de ônibus que foram para durar uns dez anos, não duram nem três com tanta porcaria que colam nelas, fora as destruições. Mas tudo bem, isso é culpa do prefeito.

Se fossemos colocar, cada população tem o prefeito que merece, essa certamente estaria de castigo, em cima de uma saca de milho ao meio dia na frente da Catedral. As pessoas devem parar de achar que o poder eletivo, deve fazer tudo para ela, onde o governo é muito presente, acaba criando um grupo de pessoas mau educadas. A prefeitura faz o que pode para ajudar, mas não dá para ficar dando tapinha na Mao de pessoas que se infiltram entre moradores que criam invasões para se beneficiar, enquanto alguns realmente necessitam. Não pode dá cascudo em pessoas que insistem em jogar o lixo no chão que acabou de ser varrido pela dona Graça, margarida da prefeitura a 15 anos.

Costume de casa vai a praça, então vamos fazer nossa parte, para depois cobrarmos o prefeito por aquilo que ele deixou a desejar. Cada um fazendo o seu, podemos exigir mais coisas.

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Manual de sobrevivência do homem mensal

Que homem nunca sonhou em conseguir viver em paz com sua costela? Mas chegado um período de trevas, pavor e medo, sim, estou falando da TPM. Para que alguns amigos de curta experiência ou desavisados, vão 10 expressões que você deve decodificar para entender o que se passa com sua mulher/noiva/namorada/ficante/peguete/uma lance é um lance quando ela está prestes a fazer sala praquela visita indesejável:

Uma das mais clássicas é a: Certo? Esta é a palavra clássica que as mulheres usam para encerrar uma discussão quando elas estão certas e você precisa recolher-se à sua insignificância. Assim como a que você está atrasado a uma meia hora esperando por ela e vem: 5 minutos, sim? Se ela está se arrumando, significa meia hora a mais. 5 minutos só são cinco minutos se esse for o prazo que ela te deu para ver o futebol antes de ajudar nas tarefas domésticas. Eu recomendo que nem de futebol você goste, trate de ir se desapegando porque isso não te pertence mais.

E quando você chega, a encontra no meio do sofá e você pergunta o que ela tem. O que ela responde? Nada. Esta é a calmaria antes da tempestade. Significa que ‘algo’ está acontecendo (BOOOM!!!), e que você deve ficar bem atento. Discussões que começam em ‘nada’ normalmente terminam em ‘certo?’

E quando ela está com uma faca na mão limpando as verduras, ela te olha atentamente e você cai na besteira de pergunta o que foi? Resposta: Você que sabe! Cuidado, isso é uma armadilha, e não uma permissão. Ela está te desafiando, e nessa hora você tem que saber o que ela quer. E AI de você se disser que também não sabe! Corra Lola, corraaa!!!

Suspiro alto (quase uma bufada). Declaração que freqüentemente confunde os homens. Um suspiro alto significa que ela pensa que você é um idio-ta enquanto imagina por que diabos ela está perdendo tempo parada ali discutindo com você sobre nada.

E o Obrigada?! Se ela está agradecendo, não questione, nem desmaie. Apenas diga: ‘por nada, meu amor’. Uma colocação oportuna: se ela disser MUITO obrigada, saiba que isso é sarcasmo puro, e na verdade ela não está agradecendo porra nenhuma. Nesse caso, finja que não ouviu. Se disser o ‘por nada, meu amor’, isso poderá acarretar no temido ‘esquece’.

O que seria o esquece? Tradução literal e contida para o foda-se!!! E o deixa pra lá. EU resolvo! Outra expressão ensaboada e perigosa. Implica que a mulher disse várias vezes para o cidadão fazer algo, mas agora resolveu assumir ela mesma. Isso resultará no homem perguntando: ‘mas o que aconteceu?’ A resposta será novamente o esquece.

Quando ela chegar manso e disser: Precisamos conversar. O arrepio vai na alma. Bicho na boa, tu se lascou! Prepare as orelhas, porque você está prestes a levar um pé na bunda. Quando amiga, pense numa santa esculhambação que renderá dias de reflexão profunda.

E por fim, eu estive pensando... para quem lê, parece algo inofensivo, né? Mas te prepara negão: em 99% dos casos essa inocente expressão precede os Quatro Cavaleiros do Apocalipse.
Se ainda assim não adiantou esse alerta, vá em frente e ame essas criaturas magníficas, que se não fossem elas não existiriam uma raça tão superior a anterior. A TPM só dura três dias, nos casos mais graves uma semana e tudo volta ao normal.

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Um bom exemplo


SOLIDARIEDADE – Com um pedaço de sombrinha e a armação de sua bolsa de trabalho, homem improvisa uma bengala para ajudar deficiente visual que pedia  no Centro de Rio Branco.

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

'HAM-HAM' ou 'HUM-HUM'

Tarde da noite,o casal já deitado, quando...

MULHER : Se eu morresse você casava outra vez?
MARIDO: Claro que não!
MULHER : Não? Não por quê? Não gosta de estar casado?
MARIDO: Claro que gosto!
MULHER: Então por que é que não casava de novo?
MARIDO: Está bem, casava...
MULHER: (com um olhar magoado) Casava?
MARIDO: Casava. Só porque foi bom com você...
MULHER
: E dormiria com ela na nossa cama?

MARIDO: Onde é que você queria que nós dormíssemos?
MULHER: E substituiria as minhas fotografias por fotografias dela?
MARIDO : É natural que sim...
MULHER: E ela ia usar o meu carro?
MARIDO:
Não. Ela não dirige...

MULHER: !!!! (silencio)
MARIDO : (em pensamento) F.u.d.e.u!!

MORAL DA HISTORIA:

JAMAIS  prolongue um assunto com uma mulher... apenas  abane a cabeça ou diga 'HAM-HAM' ou 'HUM-HUM'.

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

O meu buchinho


Cansado dessas tendências toscas da moda, vou sair em minha defesa e de meus coleguinhas de balança. Se você acabou de conhecer um rapaz, ficou com ele algumas vezes e já está começando a imaginar o dia do seu casamento e o nome dos seus filhos, pára tudo, chama a NASA e escute a voz da razão.
Na próxima vez que encontrá-lo, tente (disfarçadamente) descobrir como é sua barriga. Se for musculosa, torneada, estilo tanquinho, fuja! Comece a correr agora mesmo, e só pare quando estiver a uma distância segura.
Meninas, moçoilas, mulheres... prestem atenção: homem pra ser HOMEM MESMO, precisa o-bri-ga-to-ria-men-te ostentar uma barriguinha. Senão, não presta. E digo por quê: você nunca verá um homem barrigudinho tirando a camisa dentro de uma boate e dançando como um idiota, em cima do balcão. Se fizer isso, no máximo é pra fazer graça pra turma.
Quando sentamos em um boteco, numa tarde de calor, adivinha o que pedimos pra beber? Elementar, meu caro Washington: suco de cevadis ou aquela velha e geladíssima coca-cola!! Você jamais nos verá pedindo suco de frutas ou outras aberrações, e não será informada sobre quantas calorias tem no seu copo: não sabemos, não queremos saber e não damos a mínima para essa reles informação.

Quando o assunto é comida então, jamais deixamos a desejar. Em circunstância alguma você irá ouvir um “ah, amor, Naldão é gostoso, mas você bem que podia provar uma Salada com água de coco”. Tem cem e uma coca pra isso acontecer!! Assim como 1+1 = 2, nós compreendemos que, senão estamos em forma perfeita o tempo todo, você também não precisa estar (o que não te libera para chuchar uma caixa de bis inteira no leite moça a cada vez que ficar mal-humorada).
Por último e não menos importante: homens barrigudinhos são extremamente confortáveis. Experimente pegar a tábua de passar roupas e deitar em cima dela. Pois é essa a sensação de se deitar no peito de um rato de academia. Um horror!
Gostoso mesmo é se encaixar no aconchego do ombro de um fofinho. Ah, isso sim é conforto! E na hora de dormir de conchinha, então? Parece que a barriga se encaixa perfeitamente na lombar, fica sensacional!!
Comece a reparar: os Bombomzões não são metidos, não são prepotentes, não querem ser donos do mundo e não têm xiliques a cada vez que se olham no espelho. No mesmo pacote que trouxe aquela protuberância ventral, adquirimos o dom de conquistar as mulheres por maneiras que excedem a barreira do físico. Sabemos conversar, usar o olhar, o sorriso e todo nosso charme peculiar a favor da arte da conquista.
É por isso que eu digo, repito e tripito: os barrigudinhos podem ter preguiça de subir escada, descer para pegar a pizza e temperar uma salada. Mas sabem mesmo como fazer uma mulher feliz.