Moradores da Base festejam com Serenata Natalina

Moradores do Bairro da Base, região central de Rio Branco, reuniram-se para realizar a décima oitava edição da tradicional Serenata Natalina.

O evento é realizado há 18 anos sob o comando e inspiração da professora Deise Salim, que realiza a atividade com parte dos recursos de sua aposentadoria e com colaboração dos moradores.

Dona Deise conta que usou o primeiro salário para organizar a festa que conseguiu reunir mais de 500 pessoas.

“Eu sempre admirei essa atividade realizada em outras cidades e me senti motivada a trazer essa festa de luzes e musicas que integram as pessoas para o meu bairro, local de pessoas de grande valor. Todos colaboram e temos a oportunidade até de ter o Papai Noel. Uma linda festa para os moradores e convidados” disse Deise.

A concentração é em frente a casa da dona Deise, onde moradores, a banda da Policia Militar e autoridades se reúnem para caminhas nas ruas do bairro.

“Durante nossa caminhada, cantamos musicas natalinas e abraçamos os vizinhos. Durante toda a novena natalina nos visitamos os doentes e na Serenata queremos lembrar a magia do Natal, da esperança do nascimento de Cristo e do Espirito Santo entre nós” destaca dona Deise.

Paulo Sobrinho de Albuquerque Souza foi morador do bairro na sua adolescência. Hoje aos 42 anos reside na cidade de São Paulo, mas faz questão de passar as festa no Acre e não perde a Serenata.
“Esse é um evento que sempre participo, desde os tempos que morei no bairro e arrisco a dizer que só venho passar a festa no Estado pra poder participar do evento organizado pelo professora Deise e rever meus amigos, vizinhos e suas famílias. Um evento que lembra a importância de confraternizarmos” ressalta Paulo.

Papai Noel

O Bairro da Base se duvidar é o único bairro que tem seu Papai Noel exclusivo e também virou tradição a passagem do gorro do bom velhinho.

As primeiras Serenatas eram composta por tudo que tinham direito, mas faltava algo a mais. Foi ai que surgiu a ideia de chamar um Papai Noel. Como não eram atendidos, o primeiro velhinho do bairro foi incorporado por uma mulher. Não era Mamãe Noel, mas sim um bom velhinho. A professora Lurdinha Barros vestiu a barba pelos primeiros oito anos.

“Nos queríamos a participação de um Papai Noel, como não demonstravam interesse, eu combinei com a professora Deise que eu faria o papel e fiz. Depois tivemos mais dois e atualmente está aos cuidados do nosso jornalista Victor Augusto.” enfatizou Lourdinha.

Os festejos foram encerrados com a benção e orações lideradas pelo padre Massimo Lombard.


“Como Rio Branco seria mais linda se vivesse e desse a mesma importância dessa união e confraternização entre moradores da comunidade do Bairro da Base. Parabéns a todos os envolvidos e um Feliz Natal” finalizou o padre.

Comentários