Rocha pede identificação e responsabilização de autores das invasões às escolas públicas

O parlamentar tucano Major Rocha (PSDB - AC), protocolou nesta quinta-feira, 3, denúncia à Procuradoria Geral da República, solicitando investigação quanto às invasões em escolas públicas pelo país e identificação de seus autores. Rocha pede ainda, em sua denúncia, apuração se partidos políticos estariam patrocinando estes atos e da legalidade dos mesmos.

"Movimentos estudantis ligados a partidos políticos de oposição, invadiram escolas públicas por todo país, em um movimento orquestrado que coloca em risco a realização do ENEM. A não realização do exame implicará em mais gastos para o Governo Federal, que precisará disponibilizar toda uma nova logística para refazer as provas", destacou Rocha.

Na terça-feira (1º), o Inep - Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira  - anunciou o adiamento do Enem 2016 para 191 mil alunos. Eles fariam a prova em 304 escolas ou universidades que foram alvo de ocupações estudantis. 

Em seu ofício, Rocha destacou as ações de depredações observadas em alguns casos, prejuízos causados durante as eleições 2016 e ressaltou não ser contra as manifestações, "próprias de regimes democráticos", mas não ser possível admitir um "movimento organizado e financiado de forma clandestina por partidos de oposição ao Governo Federal, que busca criar embaraços às instituições republicanas".

O documento foi entregue nesta quinta-feira, 3, ao procurador-chefe da República, Rodrigo Janot.

Comentários